10 motivos para fazer intercâmbio em Dubai

Posted By : Gabrielle Figueiredo/ 49 0

Parte integrante dos Emirados Árabes, Dubai se tornou um dos destinos mais populares e falados do Oriente Médio. Se você está pensando em fazer um intercâmbio na cidade, mas ainda não não se decidiu, veja aqui 10 motivos para você fazer um intercâmbio em Dubai!

1. Idioma oficial Inglês e Árabe

Em Dubai, o idioma que mais é falado é o inglês, inclusive nas Universidades locais as aulas são ministradas em inglês. Saiba que a escola parceira da SEDA ensina o inglês britânico com todos os professores nativos do Reino Unido, Canadá ou América do Norte.

2. Um lugar de estrangeiros

Em Dubai estima-se possuir 2.269,000 milhões de habitantes, aos quais são subdivididos entre 15% de habitantes locais e 85% de estrangeiros que falam obrigatoriamente inglês por não terem o Árabe como segunda língua. Outro fator considerável é que o governo e a população são receptivos aos turistas, estudantes e trabalhadores. Embora seja um país Islâmico permitem igrejas e templos de outras religiões como a católica por exemplo.

3. Segurança 

Dubai tem registros de violência com índices a nível 0. Suas leis são rigorosas e suas milhares de oportunidades de trabalho fazem com que seja umas das cidades mais seguras do mundo, com uma curiosidade exorbitante tal como toda a Dubai, são as viaturas esportivas.

 4. País em crescimento econômico

Dubai em 1990 era apenas um deserto, e hoje em 2018 é considerada a cidade que mais rápido cresceu em toda a história da civilização, mas o crescimento não para por ai, as oportunidades estão em alta na terra dos Sheik’s e tem oportunidades de emprego para todos. Cerca de 25% dos guindastes do mundo estão por aqui.

5. Facilidade na emissão do visto

Os Emirados Árabes Unidos é um dos países com a emissão de visto mais simples e rápido do mundo. O visto para Dubai é intermediado pela escola, mediante o pagamento da taxa consular no momento da compra do seu curso. O processo é realizado completamente pela escola e de uma forma muito simples.


LEIA TAMBÉMAs melhores companhias aéreas para voar para Dubai

6. Estudantes acima de 2 meses tem permissão para trabalho

Estudantes acima de 2 meses tem permissão para trabalho, com possibilidade da empresa contratante pagar a hospedagem e alimentação. Referente a trabalho em Dubai, conforme falamos, quando o aluno chegar em Dubai a primeira opção será trabalhar para eventos (promotores, hostess, garçom, etc), esse tipo de trabalho é conhecido como trabalho temporário. A média de pagamento é de $10 a $30 por hora. E olha que as caixinhas são de milionários.

7. Possibilidade de emprego na sua área

Você que já tem um nível avançado de inglês, pode buscar vagas de emprego na sua área, claro que experiência irá contar também, uma dica é atualizar o seu Linkedin pois em Dubai é muito utilizado. Com nossa escola você terá todo um respaldo de como se portar nas entrevistas, como criar seu CV e como funciona o mercado de trabalho em Dubai. É uma grande oportunidade!!!

8. Cidade moderna e luxuosa

DubaiO intercâmbio não é só estudar inglês e trabalhar, tem o intercâmbio cultural  ao qual te permite vivenciar em um lugar totalmente diferente do que já vimos no Brasil, arranha-céus maravilhosos e excentricidade únicas de Dubai.

9.  Alta opção de lazer na cidade

Dubai desde 1990 vem surpreendendo a todos com as melhores opções de lazer possíveis como Dubai Mall o maior Shopping Center do mundo. Rally no deserto com muita emoção. Parques Aquáticos. O Burj Al Arab o único hotel 7 estrelas do mundo. Ski Dubai Polar a maior pista de Ski coberta do mundo no meio do deserto entre atrações noturnas e mais inúmeras atrações que você irá curtir.

10. Praia e calor

praia em dubaiSe seu estilo é praia e calor, Dubai é o lugar certo! Mas não é só Dubai não, toda a costa dos Emirados tem belíssimas praias, inclusive em outros Emirados como em Fujairah e Sharjah. É uma ótima opção de lazer para a brasileirada.

Se desejar mais informações entre em contato com nossa equipe!

Escrito por: Leonardo Moreira

E-mail: leonardo@sedaintercambios.com.br

Lago Louise, em Banff

Atrações para visitar no Canadá em cada estação do ano

Posted By : Gabrielle Figueiredo/ 42 0

O Canadá possui um clima totalmente diferente do que estamos acostumados no Brasil. Enquanto aqui está fazendo calor, lá está bastante frio e vice versa. Isso acontece porque o país está localizado exatamente no oposto do continente brasileiro. Se você está planejando uma visita ao país, conheça aqui 4 atrações para visitar no Canadá, dependendo do clima e da época do ano de sua viagem.

Atrações para visitar no Canadá na primavera e verão

Jardins de Butchart

Jardins de Butchart é uma das atrações para visitar no CanadáDo final do mês de março até junho, flores típicas como as tulipas tomam conta dos canteiros e parques do Canadá na primavera. Essa é uma ótima oportunidade para passear pelos Jardins de Butchart. Próximo à Vitória, em Brentwood Bay, os milionários Robert e Jennie Butchart construíram um quintal de 22 hectares com mais de 700 espécies e 1 milhão de plantas que florescem por todo o ano, mas principalmente nas estações mais quentes.

São seis ambientes: Jardim Italiano, Jardim Japonês, Jardim de Rosas, Jardim Submerso, Lagoa da Estrela e o Pavilhão Infantil, onde há um carrossel em meio a belíssimas plantas. Também é oferecida uma infraestrutura com banheiros e fraldário, restaurante, café, sorveteria, chapelaria, tudo com acessibilidade para cadeirantes.

Um lugar incrível, surreal, especialmente planejado para receber os amantes de rosas, azaleias, zínias, arbustos e plantas de diversas regiões.

Banff

Lago Louise, em Banff
Lago Louise, em Banff. Foto: Paul Zizka

O verão do Canadá, entre junho e setembro, é a estação em que as pessoas ganham as ruas, parques e praças, aproveitando o calor e as horas de sol quente. Um dos passeios mais agradáveis é na cidade de Banff. Lugar pequeno, mas com diversas opções de passeios: piscinas de águas termais, teleféricos, lagos e parques, como o que leva o nome da cidade, além do Yoho e Jasper.

O lago mais famoso e cartão postal do Canadá é o Louise, mas há também o Morayne, e o Peyto, igualmente belíssimos. As águas glaciais da região são tomadas por uma coloração inigualável quando descongeladas e atingidas pelo sol do verão, com nuances verdes e azuis, que com as montanhas rochosas ao fundo criam um cenário mágico.

Na época de verão muitas pessoas escolhem fazer trekking nas montanhas, observar a vida selvagem, alugar caiaques e remar na paisagem fenomenal.


LEIA TAMBÉM: Inglês ou Francês: qual o melhor idioma para estudar no Canadá?

Outono e Inverno

Churchill

ChurchillDurante o inverno, o Canadá muda suas cores e suas temperaturas, mas não deixa de ter programas incríveis ao ar livre.

Churchill é uma cidade da província de Manitoba, e também a capital mundial dos ursos polares. Nos meses de outubro e novembro, auge do frio, é possível observar as baleias belugas nas águas congelantes de Hudson Bay e apreciar a Aurora Boreal, as luzes do norte.

Uma experiência igualmente imperdível é acompanhar as ursas e seus filhotes saindo de suas tocas no Parque Nacional Wapusk.

Mont-Tremblant

Mont-Tremblant
Mont-Tremblant. Foto: DKCooper

 

Mont-Tremblant é a estação de esqui localizada a 1h30 ao norte de Montreal, junto às Montanhas Laurentianas. Diversas pessoas chegam para esquiar e acompanhar as competições nas pistas.

Há muito que fazer em Mont-Tremblant, como compras em butiques exclusivas, além de apreciar deliciosos cafés e chocolates nos bistrôs e restaurantes de nível internacional e charme visivelmente francês. Para quem não dispensa passeios noturnos, há boates e bares que ficam animados até a madrugada.

O que não falta são pontos turísticos e atrações para visitar no Canadá. Não deixe de saber um pouco mais sobre o país que oferece programas e passeios imperdíveis em todas as épocas do ano.

alimentos típicos da austrália

10 alimentos típicos da Austrália que você precisa experimentar durante o intercâmbio

Posted By : Rubens Moreira/ 71 0

Um dos principais motivos para realizar um Intercâmbio é aperfeiçoar o idioma. Mas o Intercâmbio tem muito mais que, pois além de colocar em prática o idioma escolhido, o aluno irá se deparar com várias questões como: cultura, diversidade, hábitos e obviamente a culinária! E aí vai uma dica: não tenha receio disso!

Uma das experiências do intercâmbio é provar novos temperos, novas comidas e isso inclui pratos muitas vezes exóticos. Então, vamos falar um pouco dos prazeres e desprazeres de se alimentar no país do Kangaroo e dos alimentos típicos da Austrália que você precisa experimentar durante o intercâmbio.

1. Carne de kangaroo

Falando em kangaroo… Sim, por lá ter muito desses bichinhos fofinhos. Eles usam bastante a carne desses animais como comida típica e é vendido em supermercados e restaurantes. Além disso, você encontrará pizzas de kangaroo e até de crocodilo. E aí, você encararia?

2. Peixe com Fritas

Esse prato com certeza é obrigatório para quem visita a austrália. E o prato mais conhecido e mais vendido em restaurantes, fast food, quiosques e até mesmo em bares você encontrará esse prato (que inclusive é uma combinação perfeita)!!!

3. Torta de carne

Tortas e tortinhas… muito parecidas com a nossa empada de frango aqui no Brasil. É muito comum as tortas de carne na Austrália, apesar deles terem as vegetarianas e de frango as mais comuns são as tortas de carne.

4. Vegemite

Esse sem dúvida entra na categoria de alimentos típicos da Austrália, e você precisa experimentar durante o intercâmbio! Arrisco até a dizer que você só encontrará lá, então vale a pena provar… (apesar de que dificilmente você vai gostar). É um creme que tem um gosto extremamente forte e amargo. Até hoje vi somente os próprios conterrâneos comer o Vegemite.

Se você for para a Austrália, experimente esse prato típico e depois corra aqui para nos dizer o que achou, ok?


LEIA TAMBÉMPor que o intercâmbio na Austrália atrai tanto os brasileiros?

5. Costelinha com molho barbecue

As famosas costelinhas do Outback são realmente australianas. Principalmente banhadas ao molho barbecue. Aliás, na Austrália é super comum usar o barbecue em qualquer tipo de comida: Hot Dog com barbecue, Batata com barbecue, Churrasco com barbecue … Barbecue com barbecue rs

6. Brownie Australiano

O Brownie da Austrália é quase igual ao nosso, mas a maior diferença é que eles colocam macadâmias picadas. Eu nem preciso dizer que fica incrível né? E o melhor é que você encontra em todos os lugares, até mesmo em supermercados por um precinho bem acessível.

7. Pizza Havaiana

Sabemos que pizza é conhecida em diversos países, porém em nenhum País é tão gostosa quanto na Austrália (nem aqui no Brasil). Essa pizza é tão famosa que dificilmente você vê as pessoas comendo outros sabores. Digamos que ela é vendida igual ao frango e catupiry aqui no Brasil. A pizza Havaina é feita com muzzarela, abacaxi e presunto. Hummm…

8. Atum

O Atum é uma comida muito comum na Austrália, inclusive é muito comprada pelos intercambistas, principalmente os enlatados, pois o valor é extremamente baixo. É muito típico e possui vários sabores.

9. Purê australiano

O purê Australiano é muito gostoso. Pois, além da nossa comum receita com batatas amassadas o purê australiano conta também com alho e noz moscada.

10. Tim Tam

Deixei esse para o último da lista, pois sem dúvidas é para fechar com chave de ouro!Com certeza é a melhor comida da Austrália. A mais viciante, apaixonante e possui vários sabores.

alimentos típicos da austrália

O primeiro você não vai ligar tanto. Mas no segundo e terceiro pacote você nunca mais vai parar de comer. Esse chocolate vai ser uma das suas maiores saudades da Austrália.

Por: Patrícia Razuk
E-mail: patricia@sedaintercambios.com.br

intercâmbio na austrália em Sydney

Por que o intercâmbio na Austrália atrai tanto os brasileiros?

Posted By : Gabrielle Figueiredo/ 72 0

Austrália é o menor continente do mundo, localizado no hemisfério sul e banhado pelos oceanos Índico e Pacífico. Sua natureza é exótica, o clima muito agradável e a cultura diversificada. Mas será que são apenas esses os motivos pelos quais o intercâmbio na Austrália atrai tantos os brasileiros? Confira aqui e descubra!

Aprender inglês precisa ser um processo prazeroso, que traga além de conhecimento para o estudante, experiências inigualáveis que o ajudarão posteriormente a conseguir melhores empregos, se destacar entre os demais e se tornar alguém com a visão de mundo mais abrangente.

A Austrália possui uma geografia única: montanhas cobertas de neve nos Alpes Australianos e na Tasmânia, desertos extensos no centro, e no noroeste do país, bosques tropicais e temperados. Além disso, é possível avistar a maior estrutura composta por seres vivos do mundo, A Grande Barreira de Corais.

Além de fauna e flora riquíssimas, com plantas e animais exclusivos do continente, a cultura do país é pitoresca, resultado da chegada de imigrantes de todos os cantos do planeta e também dos costumes aborígenes e europeus, adquiridos por meio da colonização.

Wineglass Bay, Tasmânia
Wineglass Bay, Tasmânia

Os australianos exaltam os esportes e a vida ao ar livre, frequentando muitos festivais de música e teatro que acontecem em praças e praias. Excelente oportunidade para o intercambista aproveitar os momentos de folga e se misturar aos nativos, sempre alegres e receptivos.

O intercâmbio na Austrália proporciona o contato com educação avançada, cena cultural agitada, segurança pública de alto nível e índice de empregabilidade bom. Esse último aspecto tem sido o que mais tem atraído os brasileiros que escolhem o país para aprender inglês.


LEIA TAMBÉM: Se você está estudando na Austrália, você precisa fazer uma viagem pela Great Ocean Road

Além da Austrália ter uma política de imigração flexível, ela permite aos estudantes que frequentam cursos com mais de 12 semanas de duração trabalharem por 20 horas semanais durante as aulas e 40 horas semanais durante o período de férias. Ou seja, se o curso tem a duração mínima de 4 meses, seja de idiomas ou de alguma especialização, o intercambista pode praticar o idioma em situações profissionais e expandir ainda mais o vocabulário.

Sydney, Austrália
Australia Opera House e Harbour Bridge

Os intercambistas que fazem cursos com duração acima de 12 semanas precisam solicitar o visto de estudante. Para cursos rápidos, o visto é o de turismo, que tem validade de 3 meses.

Por que o intercâmbio na Austrália atrai tantos os brasileiros? Porque a experiência é completa. Entre em contato com a SEDA Intercâmbios e permita que uma agência especializada em proporcionar novas experiências ofereça a vivência de uma nova cultura, aprimorando conhecimentos e realizando sonhos.

Inglês ou Francês: qual o melhor idioma para estudar no Canadá?

Posted By : Gabrielle Figueiredo/ 91 0

Quer estudar no Canadá, mas não sabe se escolhe inglês ou francês? Essa na verdade é uma das grandes dúvidas dos estudantes que pensam em passar um tempo estudando no Canadá.

Isso acontece porque o Canadá, assim como outros países, possui mais de uma língua falada em seu território. No caso, o inglês e o francês são as duas línguas tidas como oficiais pelo Governo local – e ate existem regiões do país em que realmente só se fala francês. Mas qual das duas é a melhor opção para você que está pensando em estudar no Canadá?

Bom, isso depende muito de alguns fatores, como qual a localidade que você pretende morar, e quais são seus objetivos dentro do país. Quer saber que cidades falam francês no Canadá? E, afinal, vale mais a pena estudar no Canadá  falando francês ou inglês? Quais são os prós e os contras de cada língua? É isso que você vai ficar sabendo agora. Leia este artigo e descubra!


LEIA TAMBÉM5 coisas para ver e fazer no Canadá durante o seu intercâmbio

Estudar no Canadá: idioma francês e cidades

Montreal, umas das cidades para estudar no Canadá
Foto: Montreal

Sabemos de antemão (ou pelo menos deduzimos) que o Canadá tem a língua inglesa como idioma pátrio, mas somos pegos de surpresa quando de repente vemos cidades como Toronto que falam francês e ficamos nos perguntando porquê.

Bem, a razão para isso é que o país foi colonizado tanto por ingleses quanto por franceses, e a herança cultural de ambos os países permaneceu nas cidades em que esses colonizadores se fixaram. Por essa razão é que hoje o Canadá é um país bilíngue.

Sobretudo na província de Quebec, onde se situa a capital (de mesmo nome) e Montreal, são os locais onde o francês acabou por se enraizar mais profundamente entre a população.

Essas duas cidades são conhecidas por sua segurança, infraestrutura e, principalmente por serem uma das maiores do país. Montreal, por exemplo, é a segunda cidade mais populosa do país, atrás somente de Ontário.

Afinal, que idioma devo escolher para estudar no Canadá?

Bandeira do CanadáEstudar no Canadá, além de toda a infraestrutura oferecida pelo país é ainda a oportunidade que você tem de estudar e aprender duas novas línguas.

Se você quiser ir para uma cidade como Vancouver e fazer um curso de inglês, as oportunidades são ótimas de você pôr em prática seus conhecimentos – além do que, o inglês é a língua oficial dos negócios, o que pode ajudar a abrir algumas portas para você.

Em compensação, se você já sabe inglês, vale a pena repensar a decisão, principalmente se a sua intenção é aprender um pouco mais sobre a cultura do Canadá. Essa pode ser a oportunidade de aprender a falar uma nova língua.


LEIA TAMBÉM: Por que o Canadá ainda é um dos destinos preferidos dos brasileiros?

Vantagens e Desvantagens: Francês no Canadá

Uma das principais desvantagens de se escolher estudar na região francófona do Canadá reside no fato de que apenas Quebec é a província com o francês como idioma oficial – o que pode minar um pouco as possibilidades de quem não conhece bem o idioma inglês.

Entretanto, essa é uma desvantagem mínima, tendo em vista que, se comparada com outras províncias do país, Quebec é uma das que oferecem o melhor custo benefício com preços que estão abaixo da média, se comparados, por exemplo, a Toronto.

E pra quem pensa em ir para Quebec, precisa saber que ela é extremamente fria, com invernos intensos e neve. Entretanto, para os amantes de paisagens congeladas, essa pode ser uma boa oportunidade para você que está indo estudar no Canadá.

Malta Day

MARINGÁ: SEDA Intercâmbios promove Malta Day

Posted By : Gabrielle Figueiredo/ 58 0

Neste dia 16 de dezembro, a SEDA Intercâmbios em Maringá (PR) promove o Malta Day, uma palestra informativa e gratuita sobre intercâmbio em Malta.

A equipe da SEDA irá apresentar Malta e toda sua beleza, características e possibilidades desse país que cada vez mais conquista intercambistas de todo o mundo. Será um momento para pegar muitas dicas e para tirar todas as dúvidas sobre o intercâmbio.


LEIA TAMBÉM: 10 motivos para fazer intercâmbio em Malta

O evento acontecerá na sede da SEDA Intercâmbios em Maringá, das 9h às 13h. E para participar, basta confirmar presença clicando aqui.

SEDA Intercâmbios Maringá

Av. São Paulo, 1061 – Sala 1004 – Zona 01 – Maringá – PR
Tel.: (44) 4102-0777
E-mail:  maringa@sedaintercambios.com.br

Dicas de como se preparar para o intercâmbio

Posted By : Gabrielle Figueiredo/ 28 0

O destino do intercâmbio está decidido? Agora, chegou a hora de começar a se preparar para a viagem! Se você quer saber como se preparar para o intercâmbio, o primeiro ponto a ser checado é com relação à documentação necessária. Além disso, é preciso conhecer a cultura do lugar para onde você está indo antecipadamente.

É sabido que muitos jovens acabam esbarrando em burocracias. Com o devido direcionamento esses problemas podem ser evitados. Por isso, separamos algumas dicas para que você não passe por essas dificuldades. Quer saber como se preparar para o intercâmbio? Veja este artigo e descubra o que é preciso fazer para não ter problemas na hora de desembarcar em outro país. Assim, você aproveitará o melhor que essa experiência pode lhe oferecer.

Como se preparar para o intercâmbio: Passaporte e visto

passaporte brasileiro

Uma dica importante, muitas vezes relegada a segundo plano: o passaporte precisa ser retirado com antecedência.

Isso porque, o documento tem um prazo inicial de até seis dias para ficar pronto. Entretanto, como o processo envolve outros órgãos, fabricante da caderneta e empresas entregadoras, pode haver atrasos. (veja mais informações aqui)

No caso do Visto, existem países que não o exigem para brasileiros por um período de até 3 meses – dentre eles Argentina, Chile, África do Sul, Nova Zelândia e países da Europa.


LEIA TAMBÉM: Brasileiros no intercâmbio: fugir ou não fugir?

Cursos e estudo

Procure conhecer a modalidade do seu curso e o tempo de duração para que a sua documentação seja regulamentada. Dentre as muitas opções de intercâmbios no exterior estão inclusos cursos de idiomas, cursos profissionais, o chamado high school, graduação, além de outras opções.

Além disso, é importante se informar sobre a possibilidade de trabalho enquanto se está no intercâmbio (se necessita de novos documentos ou apresentar algum).

estudantes de intercâmbio

Pesquise sobre o seu destino

Aqui cabe salientarmos a importância de uma pesquisa prévia sobre o lugar para onde você está indo. Isso inclui conhecer aspectos importantes do custo de vida local. Como por exemplo, encontrar locais para alimentação, hospedagem etc.

Ter o conhecimento sobre o custo de vida significa dizer que é preciso rever finanças. Afinal, é através dessas quantias que você poderá aproveitar bem ou não o local.

Além disso é preciso levar em consideração outros aspectos particulares do seu destino. Como por exemplo, o clima, que querendo ou não influi bastante na experiência. Saber quais dias do ano têm invernos mais intensos, em locais frios, por exemplo, vai fazer a diferença no que vai entrar na sua bagagem. Preparar-se, tomando estes itens como ponto de partida, é vital. Por isso, cuide para que sua ida tenha apenas o melhor que o local pode oferecer.

estacões do anoOutra dica é saber um pouco sobre a cultura local, para que assim você possa misturar-se mais facilmente. E, além de trabalhar ou estudar, ter acesso a língua de maneira plena e fluida.

Isso ajudará você a pôr em prática todos os conhecimentos que obteve antes da viagem. Fará com que, no seu retorno tenha uma completa experiência que um intercâmbio é capaz de oferecer.

Agência, assistência de viagem, seguro saúde e dinheiro

 Uma das exigências de países é que o aluno de intercâmbio tenha seguro saúde durante a estadia do país de escolha.

Assim como ter uma quantia em dinheiro para ser gasta no país – mas no geral, recomenda-se andar com um cartão pré-pago, que torna a experiência mais segura e evita excessos. Isso fará com que você gaste somente com o essencial na sua viagem.

Além disso, a escolha de sua agência é importante, pois ela lhe oferecerá a assistência necessária.

E agora, que você já sabe como se preparar para o intercâmbio, que tal checar novamente o seu roteiro? Deixe nos comentários a sua experiência!

SÃO PAULO: SEDA Intercâmbios promove palestras sobre intercâmbio no Canadá, Austrália e Irlanda

Posted By : Gabrielle Figueiredo/ 50 0

2018 está quase chegando, e para quem colocou como meta para o próximo ano viajar e fazer um intercâmbio, a preparação já é bem-vinda ainda mesmo em 2017. Para isso, a SEDA Intercâmbios promove gratuitamente em São Paulo (SP) três palestras sobre intercâmbio, que acontecem nos dias 13, 14 e 15 de dezembro.

A equipe da SEDA irá apresentar sobre o intercâmbio no Canadá, Malta e Irlanda, com as possibilidades do país, vistos, principais dúvidas e mais! É a oportunidade perfeita para planejar seu intercâmbio e obter informações sobre morar e estudar em outro país. Confira a agenda e participe:


LEIA TAMBÉM: Você sabe qual o melhor país para viver de acordo com seu signo?

Open Day Canadá

Quando: 13/12/17, das 9h às 11h30

Onde: SEDA Intercâmbios – Alameda Ribeirão Preto, 290 – Bela Vista – São Paulo, SP

Confirme sua presença neste link: http://bit.ly/2AJWj9N

Open Day Austrália

Quando: 14/12/17, das 13h às 15h30

Onde: SEDA Intercâmbios – Alameda Ribeirão Preto, 290 – Bela Vista – São Paulo, SP

Confirme sua presença neste link: http://bit.ly/2z1SCNk

Open Day Irlanda

Quando: 15/12/17, das 16h às 18h30

Onde: SEDA Intercâmbios – Alameda Ribeirão Preto, 290 – Bela Vista – São Paulo, SP

Confirme sua presença neste link: http://bit.ly/2BUiERm

SEDA INTERCÂMBIOS

Al. Ribeirão Preto, 290 – Bela Vista – São Paulo, SP

Tel.: (11) 3285-3981

E-mail: info@sedaintercambios.com.br

As vantagens de aprender espanhol na Argentina

Posted By : Gabrielle Figueiredo/ 54 0

A importância do espanhol para o mercado de trabalho cresce a cada dia devido ao aumento significativo do comércio entre os países latinos, além do intercâmbio cultural, sempre tão rico. Porém, aprender um novo idioma muitas vezes não é simples, é preciso muita dedicação, atenção e prática. E para ajudar nesses quesitos, estudar a língua diretamente da fonte pode ser trazer muitos benefícios. Que tal, então, aprender espanhol na Argentina? As vantagens são inúmeras, veja abaixo algumas delas!

Aprender espanhol na Argentina: qualidade do aprendizado

Aprender um novo idioma envolve prática e estudo constantes. O intercâmbio na Argentina é uma das melhores maneira de estar sempre exposto ao espanhol, interagindo em todos os momentos, melhorando a pronúncia, testando o conhecimento adquirido e aprendendo novas palavras em toda situação rotineira. Quando se está em constante teste, a qualidade do aprendizado é visivelmente melhor.

Mais aprendizado em menos tempo

Cursos tradicionais de idiomas costumam ter uma carga horária com poucas horas por semana de prática. Muitos profissionais têm dificuldade nesse sentido: precisam de rapidez, mas não a encontram nas aulas que acontecem apenas em sala. No intercâmbio o aluno aprenderá o espanhol por meio da exposição constante ao idioma, o que resulta em um aprendizado de alta qualidade, conquistado em tempo bastante reduzido.


LEIA MAIS5 lugares para conhecer durante seu intercâmbio em Buenos Aires

Imersão cultural

A cultura argentina é bastante diversificada, devido à combinação das muitas identidades étnicas, inclusive a europeia. O pensamento que se destaca é o socialdemocrata, refletindo a fé dos argentinos na liberdade, o respeito aos direitos humanos. Isso resulta em diversificadas atividades culturais e artísticas, conferências de destaque mundial nas diversas áreas de conhecimento, concertos, exposições, museus, peças de teatro, balé e produções cinematográficas.

Aprender espanhol na Argentina permite ao aluno adquirir conhecimentos no idioma e na diversidade de pensamento, opiniões e hábitos. É uma experiência rica em todas as áreas da vida.

Tango argentino
Foto: Irene Sekulic

O espanhol está presente em todas as áreas de negócios

A Argentina é o país que mais compra do Brasil, sendo responsável por 1/3 da importação de produtos manufaturados. Ou seja, é um campo de negócios em constante expansão. Conhecer o idioma a fundo e ter conhecimento sobre a cultura e os hábitos dos argentinos abre portas para o crescimento profissional de quem faz intercâmbio e busca as vantagens de aprender espanhol na Argentina.

peso argentino

Real mais valorizado com relação ao peso

Além de todas as vantagens mencionadas, o investimento em um intercâmbio na Argentina sai mais em conta quando comparado a outros realizados em países europeus, por exemplo. As taxas de câmbio são bastante favoráveis para os brasileiros, já que o real é mais valorizado do que a moeda argentina, o peso.

Quando for planejar seu intercâmbio, considere fortemente as vantagens de aprender espanhol na Argentina. A SEDA Intercâmbios vai te orientar em todos os processos de decisão, entre em contato com a gente!

Irlanda Day

SEDA Intercâmbios Florianópolis e Maringá promovem Irlanda Day neste sábado

Posted By : Gabrielle Figueiredo/ 68 0

Para quem está buscando informações sobre intercâmbio na Irlanda, a SEDA Intercâmbios promoverá o Irlanda Day neste sábado, dia 2, em Maringá (PR) e na região de Florianópolis (SC).

Durante a palestra gratuita, as equipes da SEDA Intercâmbios irão apresentar a Ilha Esmeralda com toda sua beleza, características e possibilidades no país. Além disso, serão dadas muitas dicas e sanadas todas as dúvidas dos participantes sobre a vida na Irlanda.


LEIA TAMBÉM: Estudar na Irlanda vale a pena?

Confira os detalhes dos eventos:

SEDA Intercâmbios Florianópolis

O que: Irlanda Day – palestra gratuita sobre intercâmbio na Irlanda
Quando: 02/12/17
Onde: O evento acontecerá na sede da SEDA Intercâmbios – Rua Koesa, 298 – sala 704 – Kobrasol – São José – SC
Horário: A partir das 10h
Confirme sua presença neste link: clique aqui

SEDA Intercâmbios Maringá

O que: Irlanda Day – palestra gratuita sobre intercâmbio na Irlanda
Quando: 02/12/17
Onde: O evento acontecerá no Aspen Park Trade Center. Av. São Paulo, 1061 – 5º Andar – Zona 1 – Maringá – PR
Horário: 9h às 12h
Confirme sua presença neste link: clique aqui